A Suíte Epifânica de Luiza 

Luiza’s Epiphany Suite 

Luiza é uma idosa aprisionada em sua casa ou seria de seu subconsciente? Dentro de sua suíte ela tenta superar o abuso infantil com sua poesia, criando ambientes oníricos que por muitas vezes se tornam assustadores. Envolto de símbolos e metáforas, Luiza dia a dia tenta se livrar de seu sofrimento mas suas lembranças estão em cada objeto. A solidão é tão presente e a velhice chegou rapidamente. Luiza pulou de seus 12 anos para 65 anos em um piscar de olhos. 

A Suíte Epifânica de Luiza dialoga com a nova onda do cinema fantástico independente, onde a critica social e política está inserida por trás de monstros, criaturas ou situações aterrorizantes. São produções que não prezam o susto e sim a reflexão através do medo que está inserido no subconsciente social. 

 

Is Luiza an old woman imprisoned in your home or would it be from her subconscious? Within her suite she tries to overcome child abuse with her poetry, creating dreamlike environments that often become scary. Wrapped in symbols and metaphors, Luiza tries to get rid of her suffering day by day, but her memories are in every object. Loneliness is so present and old age has come quickly. Luiza jumped from her 12 years to 65 years in the blink of an eye.

Luiza's Epiphany Suite dialogues with the new wave of independent fantasy cinema, where social and political criticism is inserted behind monsters, creatures or terrifying situations. They are productions that do not cherish scare, but reflection through the fear that is inserted in the social subconscious.